Livro | Pare de reclamar e concentre-se nas coisas boas | Will Bowen

Oi divas.
Hoje quero falar sobre um livro que li há algum tempo atrás, deixei esquecido no meu criado mudo, mas com o início do projeto Por um 2015 mais saudável, decidi reler.


Posso dizer que a primeira vez que li, eu não estava preparada para aquelas palavras, coisa do ego sabe. Então tudo o que pude falar é que aquele livro era uma grade ilusão de uma pessoa que mora em um país desenvolvido, onde as coisas funcionam, as pessoas tem uma cultura diferente e blábláblá....
É claro que eu tinha razão naquele momento, minha capacidade de compreensão daquelas palavras era limitada e na minha realidade atual tudo o que eu podia fazer era continuar culpando as coisas externas a mim.
Ao reler o livro meditando sobre pontos importantes, percebi o quanto eu queria fugir do que estava sendo dito ali, mas dessa vez eu insisti e fui o mais fundo que podia ir.

O autor é um pastor chamado Will Bowen, mas o livro em si não tem conotação a nenhuma religião, então pode ficar tranquilas e ler sem medo.  Will Bowen desenvolveu um programa em sua igreja chamado Sem reclamações, a base era fundamentada no principio de que se não reclamarmos, coisas boas irão acontecer em nossas vidas, a partir daí ele propôs um exercício. Coloque uma pulseira em seu braço esquerdo e cada vez que você reclamar de alguma coisa troque essa pulseira de braço. A meta é conseguir ficar 21 dias sem trocar a pulseira de braço.
Olhando assim parece a coisa mais fácil da face da terra, ate porque muitas de nós sempre falamos: "eu não reclamo, pelo menos não muito".
Posso dizer que eu acreditava na mesma coisa, mas 3 dias depois de usar a pulseira eu já estava reclamando até dela. Ou seja, uma coisa que era para ser boa, acabou se transformando em mais um motivo para eu reclamar.
Foi por isso que eu achei o livro uma droga e joguei de lado.

Mas, depois de ler o livro a Magia da Rhonda Byrne - veja a resenha aqui - e começar a praticar alguns dos exercícios de gratidão alguma coisa mudou em mim e percebi que eu deveria dar uma segunda chance ao livro  - Pare de reclamar e concentre-se nas coisas boas - afinal ele tinha que ter algo a mais, uma mensagem mais profunda do que usar uma pulseira e acreditar ser possível parar de reclamar.

Foi então, que eu percebi sua verdadeira essência.


O primeiro capítulo é chamado: RECLAMO, LOGO EXISTO. Onde o autor aborda a questão de que muitas pessoas reclamam pelo simples fato de puxar assunto com alguém. Um exemplo disso são as pessoas que ficam nas filas reclamando para ver se outra pessoa olha pra ela e assim ter com quem conversar durante os minutos de espera, nem que o assunto seja reclamar da própria fila, ou do sistema que não funciona, ou das pessoas que atende de forma lenta, etc... Pior que essa atitude é repetida não somente nas filas, mas em casa, no trabalho, na faculdade, enfim, onde queremos atenção, reclamamos de alguma coisa. E essa atenção que desejamos não é apenas para termos com quem conversar, muitas vezes a reclamação é para desviar a atenção de alguma coisa que temos medo de encarar. Digamos que você quer parar de fumar mas está com medo de encarar todo o estresse que isso pode gerar, então você reclama que não consegue parar de fumar por causa do trabalho, do trânsito ou da vida corrida que tem, assim as pessoas concordam contigo e acham natural você fumar, o ato de reclamar te tira a responsabilidade sobre a mudança.
No livro o autor traz diversos relatos de pessoas de sua convivência e conta sua própria história de vida, o que nos faz ficarmos com a pulga atrás da orelha, pois encontramos ali, fatos que muitas vezes se assemelham com nossas próprias atitudes e por isso acabamos não aceitando como uma verdade.

O autor Will Bowen vai tão profundamente nesse assunto que consegue relacionar as reclamações com nossa saúde e o tipo de relacionamento que vivemos por causa das nossas reclamações. E não são apenas teorias, mas sim histórias reais.

Uma das frases que mais me chamou atenção foi:


Desculpas na verdade são reclamações camufladas que usamos para fugirmos dos nossos medos e anseio.
Tenho certeza que foi por isso que não entendi neste livro a primeira vez que eu li. Estava fechada em minhas falsas verdades sem querer sair da minha zona de conforto.

Mas, posso garantir que sair da nossa zona de conforto não é tão ruim assim, pois descobrimos em nós capacidades que nem imaginávamos ter.

Enfim, o livro traz mensagens profundas, que nos fazem pensar e repensar nossas atitudes. E mesmo que você não queria encarar o desafio dos 21 Sem Reclamar, tudo o que irá aprender ali mudará sua forma de pensar e ver o mundo.


Eu reduzi muito minhas reclamações e mudei minha forma de abordar as pessoas quando alguma coisa não saiu da forma como eu havia pedido. Tenho uma escada imensa pela frente para subir, mas este livro me ajudou a dar um grande salto. e a cada releitura percebo coisas que antes passaram batidas por mim. Não tentei realizar o desafio dos 21 dias novamente, pois sinto que se eu fizer isso perderei meu foco, ainda não estou preparada, mas me sinto muito mais feliz por estar mudando dia após dia minha forma de encarar as coisas e falar sobre elas e este livro tem mexido muito comigo de forma positiva.

Se dê a chance de ler este livro 1, 2,... 10 vezes, pois a cada leitura uma porta se abrirá.
A linguagem dele é muito simples e fácil de entender, e a leitura é super agradável, por isso garanto que você se sentirá confortável.

Recomendo muito para quem está buscando se tornar uma pessoa mais positiva e com uma autoestima elevada.
E se você não está querendo nada disso, também recomendo, pois toda a leitura inteligente nos trás grandes benefícios e nos faz subir um degrau.

Uma ótima leitura a todas.

Agora me conta, qual seu ,livro de cabeceira? Sou curiosa, pois quem sabe posso somar a minha coleção também.

Beijinhos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

imagem-logo